Ministério Público cobra da prefeitura providências quanto ao Plano para tratar Resíduos Sólidos

Compartilhe essa notícia

Representantes do órgão se reuniram com o pessoal da prefeitura para tratar do acompanhamento da elaboração do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da cidade. O encontro serviu para definir algumas questões que devem ser esclarecidas pela administração municipal. Com isso, a prefeitura terá que apresentar os esclarecimentos necessários aos questionamentos técnicos feitos pelo Ministério Público.

O município terá que dar transparência em seus canais de comunicação sobre todo o processo e fazer um levantamento do  volume gerado e a destinação dos resíduos de serviços públicos de saneamento gerados nas 13 Estações de Tratamento de Água (ETE) e nas quatro Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) e dos resíduos de limpeza pública. Será necessário também fazer um levantamento dos catadores informais e definir em que programas eles podem ser inseridos para que eles possam continuar gerando renda e a situação do aterro sanitário em Córrego D’Antas se vai ser mantido nesse local ou não.

Notícia Anterior Prorrogadas inscrições de projetos para o edital Sesc de Cultura
Próxima Notícia Nova Friburgo registrou duas mortes suspeitas por dengue, mas um dos casos foi descartado